Mudanças

Este slideshow necessita de JavaScript.

Começou uma nova etapa na minha missão de organização:

Vou me mudar!

Essa é a chance de ouro pra recomeçar do zero a ter tudo em seu lugar, e me livrar da tralha.

Como eu ainda estou desanimada para começar a encaixotar as coisas, já que o processo todo vai levar um tempinho e não quero ficar sem minhas coisas à mão, comecei a descartar o que não tem serventia.

  • Coisas que quebraram, foram substituídas, mas continuaram na casa, como mouses, fones de ouvido, fios e etc.
  • Manuais e certificados de garantia de coisas que eu já joguei fora ou dei
  • Certificados de garantia há muito expirados
  • É interessante manter alguns manuais de instruções de alguns aparelhos, mas eu sei muito bem como usar um secador de cabelos, né?
  • Já falei e vou repetir: normalmente brinde é tranqueira
  • Coisas repetidas: notei que eu tinha 3 baralhos, fiquei com o de maior qualidade e doei o resto.
  • Listas telefônicas antigas

Uma coisa engraçada foi revisar os armários lá em cima, onde se guardam coisas que não usamos no dia a dia, especialmente aquelas coisas “que podemos precisar algum dia” ou de valor sentimental, para lembrar de alguma época. Sabe o que encontrei? Um monte de coisa inútil: se não usei desde que me mudei, não vai ser agora que vou usar.

Mas uma parte divertida desse tipo de arrumação “uma vez na vida…” é encontrar coisas bem legais, que estavam esquecidas ou até perdidas, como cds de back up com coisas que eu achava que tinha perdido quando meu PC “deu pau”, como fotos de família e de eventos que passaram, resumos dos primeiros semestres de faculdade, etc.

Bom… Só porque eu não comecei a encaixotar, não quer dizer que eu não esteja montando e forrando caixas! Aqui vão as fotos das maiores caixas que já fiz, já me preparando pra organização!

Geladeira of Hell

 

Um belo dia fiz compras e me deparei com a geladeira cheia, e não tinha lugar para colocar nada. Eu fiz compras realmente necessárias? Sim. Como é que tem tanta coisa dentro dela então? Vejamos…

  • há um compartimento próprio na geladeira para ovos. Se restaram 2 ou 3 da caixa mais antiga, eles podem ficar em cima dos novos para serem os primeiros a serem utilizados. Pronto! A caixa foi pro lixo e liberou o espaço
  • infelizmente tem comida velha na geladeira, pode contar. Os primeiros a irem pro saco são os legumes e verduras murchos, depois, as embalagens abertas com produtos estragados ou fora da validade, e podem ainda haver potes com sobras que já passaram do tempo. Mãos a obra, jogar fora e lavar os potes que voltarão pro armário (e os que não vão, dá pra passar uma aguinha rápida antes de ir pro saco de reciclagem, né?).
  • deve haver sobras de comida recente em potes grandes demais pra quantidade e em panelas, o que além de ocupar muito espaço, não são os melhores recipientes para guardar a comida. Providencie que os alimentos prontos fiquem em potes de tamanho compatível, de preferência de vidro e com tampa.
  • aprendi na marra que certos tipos de legumes duram mais fora da gaveta: tomates e  pimentões, por exemplo. Para que legumes e frutas que estragam rápido fiquem à vista, utilizei um porta petiscos de plástico que se adaptou muito bem
  • dá trabalho, mas vale a pena lavar as verduras, secar e pôr em potes tampados na geladeira. Duram muito mais, e ficam mais à mão, estimulando comê-los.

Menos é Mais: tenha menos com mais qualidade

 

Não são uma graça? É o exemplo perfeito. Quase comprei qualquer coisa pq só tinha uma xícara, mas me mantive firme sem comprar nada até achar algo bonito, diferente, de qualidade e por um bom preço. Comprei numa liquidação e custou quase o que eu ia pagar num joguinho vagabundo.

Muitas das coisas que temos em excesso são de baixa qualidade e estão guardadas só “pro caso de”. Mas pense bem:

  • um monte de lençóis e toalhas manchados e desgastados são pro caso de que? De vir visita? De jeito nenhum que você vai colocar isso na sua cama ou dar pra visita usar! 3 jogos bons são o suficiente, mesmo pro caso de visita. Pode até ser mais, mas que sejam decentes. Que tal manter e usar apenas os que você mais gosta e doar os demais?
  • um copo sobrevivente de cada jogo pra que? Compre um jogo bonito de copos e doe os outros, e se já tem um jogo completo, não precisa manter os sobreviventes dos antigos. No final, quanto mais copos tiver, mais louça pra lavar, porque enquanto tiver copos limpos, os sujos acabam se acumulando na pia.
  • na verdade, o ideal seria guardar em outro lugar as louças excedentes “pro caso de” dar um jantar para visitas. Se isso é raro de acontecer libere o espaço dos armários, deixando de 4 a 6 peças de cada (varia de acordo com o número de pessoas que frequentam a casa) e guarde o resto naqueles lugares menos à mão.
  • chega de ficar guardando as melhores coisas pro caso de visita. Coisas bonitas são pra serem usadas. Ame-se, você merece, torne seu dia a dia especial.
  • pare de comprar coisas só pra ter. Compre melhor, mais bonito e durável, nem que você precise economizar mais um pouco, por que se comprar qualquer coisa, vai se arrepender, e o dia que puder comprar o que realmente quer, vai se dar conta que gastou dinheiro a toa e que vai desperdiçar o que já tinha comprado. Ou seja, ou você deixa de comprar por que já tem algo que o deixa insatisfeito, ou compra duas vezes, o que sai mais caro que comprar uma vez só o que você realmente quer. Ex: quero trocar minhas toalhas manchadas. Aí compro baratinho umas toalhas vagabundas. Elas enxugam mal, começam a desfiar, acabo jogando uma fora e a outra não tem mais combinação. Pronto, mais um ciclo sem fim de tranqueira.
  • se está em busca de algo especial, mas é mais caro do que comprar algo só pra tapar buraco, talvez valha a pena esperar épocas de liquidação nas lojas.
  • se você comprou uma coisa pra substituir outra, não perca tempo, doe a antiga ou jogue logo no lixo.

Esqueletos no armário

 

Acho que organizar o armário e se livrar da tralha é uma das tarefas de organização mais duras para uma mulher. Mas não é impossível, esse foi o jeito que eu dei:

  • listar tudo o que tem por seções: calças, saias, blusas, vestidos, shorts, casacos, e vale até mesmo sub itens como roupas de trabalho, de sair, de ficar em casa etc. Isso ajuda a visualizar tudo e ver se realmente há necessidade de manter ou não certos itens , substituí-los, ou comprar outros realmente necessários. Para ter essa ideia geral, se usar o pc, formate a página em paisagem e faça colunas. A ideia é ver tudo de uma vez, o conjunto geral.
  • grifar os candidatos a irem pra doação e listá-los à parte com os devidos motivos (não cabe, fica feio, cor que te cai mal, brega, desgastado, etc), isso ajuda a reforçar a ideia de se livrar deles. O que você vai se livrar sem dó, ponha numa sacola e grife na segunda lista)
  • na dúvida, vista de novo os itens problemáticos, talvez a visão deles no seu corpo o faça se livrar deles definitivamente
  • só guarde coisas que não cabem se estiver de dieta e ter a noção de que a meta é realista, ou seja, não que você não chegue lá, mas veja se condiz com o que você quer e com o ideal pra sua idade e altura. Eu, por exemplo, tenho 30 anos e sei que o tamanho 38 da adolescência não condiz mais com meu biotipo por melhor que eu esteja, pelo contrário, eu estaria esquelética se vestisse esse tamanho.
  • Por outro lado, na situação contrária, se você perdeu peso, está feliz e satisfeito com seu peso, se livre dos modelos grandes, que além de não servirem mais e ficarem feios, dão uma sensação de que você pode voltar àquele peso. Roupas do novo tamanho “reclamarão” se você voltar a se exceder e aí você se obriga a voltar a entrar na linha.
  • com pena de doar? Então liste o que você gostaria de ter, e se o item está lá só por falta de coisa melhor, doe imediatamente depois de comprar o novo
  • liste as coisas que você ainda quer e precisa de conserto

Lista de tranqueiras boas de se jogar fora

Cada um tem sua lista pessoal de tralha. Vai aí as que eu costumava acumular:

  • panfletos em geral
  • notinha de cartões de débito (se não forem fiscais, não servem pra nada)
  • imãs de geladeira. Normalmente eles deixam marcas se você não limpá-la periodicamente tirando eles do lugar.
  • revistas da blockbuster, bem, revistas e jornais em geral que não tenham nada de útil.
  • envelopes de contas e propaganda de bancos
  • temperos de miojo
  • recuse sachês de ketchup e mostarda se pedir pizza, isso já tem na geladeira!
  • lembretes em papéis soltos sem validade (que tal uma agenda ou caderninho?)
  • passe os papeizinhos com telefones soltos na carteira para uma agenda e jogue-os no lixo já, antes que se percam!
  • xícaras quebradas ou lascadas e seus respectivos pires (normalmente pires n são usados e n quebram, se preferir, fique com um só a mais pro caso de quebrar mais uma xícara)
  • potinhos manchados, velhos ou sem tampa (que tal ter apenas potes de vidro com tampa? São mais bonitos, higiênicos e duráveis)
  • jamais guarde potes de sorvete, copos de requeijão, geleia e qualquer outra coisa do gênero.
  • devolva potes emprestados
  • acabe logo com restinhos de xampu, hidratante e etc, e jogue o frasco fora (principalmente se já tem novos sendo usados)
  • você realmente precisa guardar os frascos de perfume vazios? Isso não é decoração!!!
  • arames de pão
  • panos de chão e de prato são bem baratinhos, sabe?… Panos manchados são feios.
  • pô, se você tem um “puxa-saco” cheio, porque mais sacolas de mercado?
  • sacolas de loja! Fora as de papelão ou bem encorpadas, normalmente são inúteis.
  • dê uma boa olhada na geladeira, comida estragada ou fora da validade é lixo certo.
  • normalmente, brinde é tranqueira.